Reajuste de 10% em benefício social foi feito pelo Governo Federal

outubro 26, 2018 0 Por Rene

Mesmo sem estar previsto no orçamento, o Governo Federal reajustou em 10% o benefício do Bolsa Família. O decreto do presidente Lula foi publicado hoje no Diário Oficial. O valor básico do benefício passa para R$ 68, contra R$ 62 do último reajuste, e o benefício variável – pago de acordo com o número de crianças – passa de R$ 20 para R$ 22. O benefício vinculado aos adolescentes, que era de R$ 30, passa para R$ 33 por adolescente, até o limite de R$ 66 por família.

O aumento – que corresponde ao aumento de preços dos alimentos nos últimos meses e foi feito com base no INPC – do Bolsa Família beneficia 11 milhões de famílias que, a partir de 1º de setembro, já poderão sacas com os valores alterados. O programa atende às famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza, com renda familiar mensal per capita entre R$ 70 e R$ 140,00.

O presidente Lula deverá anunciar o reajuste hoje, em Minas Gerais. Ontem, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse que o Governo está fazendo as contas para saber o tamanho do pedido de crédito suplementar que será encaminhado ao Congresso, até o fim do ano, para garantir o pagamento de todos os benefícios. A previsão é que o reajuste dos benefícios custe aos cofres públicos R$ 1,19 bilhão a mais por ano. Em julho, o Bolsa Família distribuiu R$ 994,7 milhões para 11,4 milhões de beneficiários em todo o País.

Mesmo sem estar previsto no orçamento, o Governo Federal reajustou em 10% o benefício do Bolsa Família. O decreto do presidente Lula foi publicado hoje no Diário Oficial. O valor básico do benefício passa para R$ 68, contra R$ 62 do último reajuste, e o benefício variável – pago de acordo com o número de crianças – passa de R$ 20 para R$ 22. O auxílio vinculado aos adolescentes, que era de R$ 30, passa para R$ 33 por adolescente, até o limite de R$ 66 por família.

O aumento – que corresponde ao reajuste de preços dos alimentos nos últimos meses e foi feito com base no INPC – do Bolsa Família beneficia 11 milhões de famílias que, a partir de 1º de setembro, já poderão sacar os valores com as correções. O programa atende às famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza, com renda familiar mensal per capita entre R$ 70 e R$ 140,00. O anúncio deve ser feito ainda hoje pelo presidente Lula, em Minas Gerais. Ontem, o ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, disse que o Governo está fazendo as contas para saber o tamanho do pedido de crédito suplementar que será encaminhado ao Congresso, até o fim do ano, para garantir o pagamento de todos os benefícios. A previsão é que a alta dos benefícios custe aos cofres públicos R$ 1,19 bilhão a mais por ano.

Em julho, o Bolsa Família distribuiu R$ 994,7 milhões para 11,4 milhões de beneficiários em todo o País.